P E R I G O

AQUILO

AQUELA FASE

AQUELA COISA

AAAAARGHHH


TPM

Brigou com o filho, deu um passa-fora no marido, despediu a empregada, jurou ódio mortal à melhor amiga e correu à janela para se jogar. Nesse exato momento sentiu um molhadinho entre as pernas, rumou para o banheiro e não deu outra: menstruada! Ufa. Tudo superado. Era só TPM.

TPM, ou tensão pré-menstrual, tem sido o inferninho particular da mulher moderna. As antigas viviam mais preservadas, normalmente só trabalhavam em casa, de modo que podiam recolher-se ao leito com uma indisposição que se prolongava até o fim “daqueles” dias.

Pesquisa feita num presídio feminino dos EUA mostrou que 50% das presas cometeram os delitos fatais durante o período pré-menstrual. Entre as que provocaram acidentes de trânsito, 52% estavam na mesma situação. Os juízes são até mais benevolentes com as mulheres criminosas quando elas alegam TPM, e há mesmo que dar um desconto, porque tem dias em que a gente fica doida, prontinha para rosnar e morder (no mínimo).

Às vezes é tão infernal que os sintomas duram da ovulação até a menstruação, sem sabermos que são agravadíssimos por hábitos alimentares, stress, drogas e até relações domésticas: segundo as pesquisas, um dos piores fatores de risco para TPM é… viver com um homem! Professoras e funcionárias públicas gozam até hoje de um indulto menstrual. Podem faltar três dias por mês, vejam só, certamente para não estrangularem alunos e chefes.

Claro que nem todo mundo sente a tensão pré-menstrual com tanta ênfase, e há as que nem sentem. Quem sofre mais são as estressadas, as mais velhas e as que têm mais estrogênio circulando: gordinhas, ioiô (engordando e emagrecendo o tempo todo) e as que vivem com o intestino preso (quando as fezes se acumulam no intestino, o estrogênio contido nelas, que o fígado degradou e tratou de eliminar, é reabsorvido pelo sangue).

Como isso chega a acontecer? Na primeira fase do ciclo menstrual o óvulo está se preparando para deixar o ovário rumo ao útero. Se a fecundação não acontece entramos na segunda fase, que leva à menstruação. Ou seja, o período acumula toda a tensão de um movimento que não deu em nada, e a menstruação vai limpar o útero de um sangue que não serve mais. Não é nada parecido com a exuberância de uma primavera e um verão, tem os tons mais sóbrios e fechados de um outono e um inverno. A situação sugere recolhimento e repouso, como em qualquer fim de ciclo.

Exerciciozinhos

Uma caminhada de uma hora por dia, num passo apertado que deixe você ligeiramente ofegante, já é o suficiente. Oxigena o sangue e o cérebro, tonifica os músculos, fortalece os ossos, lubrifica as articulações, estimula o funcionamento do intestino, melhora o metabolismo durante o dia inteiro e ajuda a perder as gordurinhas. Tá bom ou quer mais? OK, então ande duas vezes por dia, de manhã e à tarde, ou invente outra coisa: bicicleta, natação, dança, tênis, peteca…

Tudo vale para melhorar a fase em que a cada minuto, as emoções mudam.

Haja paciência… até pra nós!
Que sentimos, mas nem sempre entendemos…

Lilica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.