Graças a Deus, há sempre lugar para esperança!

“Há um menino, há um moleque,
morando sempre no meu coração,
toda vez que o adulto balança,
ele vem pra me dar a mão…

Há um passado no meu presente,
um sol bem quente lá no meu quintal,
toda vez que a bruxa me assombra,
o menino me dá a mão…

E me fala de coisas bonitas
que eu acredito que não deixarão de existir:
amizade, palavra, respeito,
caráter, bondade, alegria e amor.
Pois não posso, não devo, não quero,
viver como toda essa gente insiste em viver,
e não posso aceitar sossegado
qualquer sacanagem ser coisa normal…

Bola de meia, bola de gude,
o solidário não quer solidão,
toda vez que a tristeza me alcança,
o menino me dá a mão…

Há um menino, há um moleque,
morando sempre no meu coração,
toda vez que o adulto fraqueja,
ele vem pra me dar mão…”

(Milton Nascimento e Fernando Brant)
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.