Publicado em Vida real

Ser feliz é simples!

Atibaia, 19 de novembro de 2015. 

Uau, segundo post em um dia só. Sinal que tivemos um dia ÓTIMO por aqui. 🙂 

Beni chegou da escola mais cansado que o normal. Eu estou feliz da vida porque inacreditavelmente amanhã o Lu não trabalha – é feriado em São Paulo – e ele conseguirá seguir a rotina do filho toda e participar da primeira reunião na escola. Da série: pequenas GRANDES alegrias. 

Pra quem vive perto de nós, sabe que o fato de não poder estar absolutamente presente em todos os grandes momentos e marcos da vida do nosso filho deixa ele um tanto quanto, digamos, perturbado e triste. A gente sempre se questiona sobre o quanto vale a pena esta louca vida louca de ir e vir que ele leva e o quanto a gente faz planos futuros para conseguir equilíbrio para tudo em nosso dia a dia. 

Por ora, é o que temos. Ele sempre me diz: “Vamos trabalhar com o que temos.”

De todo modo, sei que isso o frustra bastante. Como também tenho meus dias de caos por “apenas” seguir uma rotina incessante de mãe 24 horas por dia, 7 dias por semana. 

Quem não tem suas questões, não é mesmo? 

Ao menos temos vivido com mais plenitude e aceitação que com reclamações e ingratidão. 

Que assim seja e que aceitemos nosso presente pensando em como modificá-lo no futuro. 

Se eu pudesse descrever o momento de minha vida em uma música, ela seria “Simples Assim”, do Lenine. Acho engraçado ouvi-la e imaginar um clipe da minha vida presente. Sempre tive mania disso; talvez seja mais um dos motivos para que o filme “O amor não tira férias” seja meu preferido. 


Do alto da arrogância qualquer homem
Se imagina muito mais do que consegue ser
É que vendo lá de cima, ilusão que lhe domina
Diz que pode muito antes de querer
Querer não é questão, não justifica o fim
Pra quê complicação, é simples assim
Focado no seu mundo qualquer homem
Imagina muito menos do que pode ver

No escuro do seu quarto ignoro o céu lá fora
E fica claro que ele não quer perceber
Viver é uma questão de inicio, meio e fim

Pra quê a solidão, é simples assim
É, eu ando em busca dessa tal simplicidade

É, não deve ser tão complicado assim

É, se eu acredito, é minha verdade

É simples assim

E a vida continua surpreendentemente bela

Mesmo quando nada nos sorri

E a gente ainda insiste em ter alguma confiança

Num futuro que ainda está por vir

Viver é uma paixão do inicio, meio ao fim
Pra quê complicação, é simples assim

É, eu ando em busca dessa tal simplicidade

É, não deve ser tão complicado assim

É, se eu acredito, é minha verdade

Eu vivo essa paixão do inicio, meio ao fim

Pra quê a solidão, é simples assim

Eu vivo essa paixão do inicio, meio ao fim

Pra quê complicação, é simples assim


 


Que eu saiba descomplicar tudo, trazer paz, amor e harmonia sempre ao meu lar e a minha família. 

Às vezes penso ser esta a minha missão no mundo! É o meu modo de deixar o meu legado de amor. 

Se tiver que ser assim, que assim seja! 🙂 




Meu beijo, 

L.


Autor:

Uma alma pulsante!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.