Poema Meditativo

Para a nova parte da mulher em mim. 
 

“Eu me desprendo calmamente,
Mas com firmeza –
Também algumas vezes barulhento
E gesticulando -,
Da tutela furtiva
E da pressão daqueles
Que querem me dizer
O que devo fazer.
Eu confio nas vozes
Que surgem do silêncio em mim.
Eu me confio a elas.
Eu creio que minha vida
É carregada por um ritmo;
Que existe um fluir e brotar,
Um ascender e cair,
Um esvaziar-se
E um ‘perder o chão’.
Eu aprendo
A não me contrapor a esse ritmo, a não forçar algo
Antes de seu tempo
E a não fazer tarde demais
O que é necessário.
Eu aprendo
A me encaixar nesse ritmo
E a reencontrá-lo
No mundo ao meu redor.
Eu sou uma parte do todo.”

Ulrich Schaffer
 
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.