Publicado em Vida real

Pelo que pulsa sua alma?

Atibaia, 04 de junho de 2018.

Ouvindo “Liberdade” – Marcelo Camelo

Não consegui pensar em nenhuma música melhor para sonorizar este post que não esta. Já viu como ela começa?“Perceber aquilo que se tem de bom no viver é um dom…” 

E eu vou vivendo a vida em outros ares… no dia a dia, vivo quase alienada às más notícias – mas faço questão de me atualizar com as boas notícias que leio na página “Razões para acreditar”. Não sei discutir política com propriedade e, apesar de já ter lido Nietzsche e Dostoiévski, prefiro a leveza de Marla de Queiroz, Carpinejar, Ana Jácomo e Martha Medeiros.

Procuro a poesia da vida em cada momento dos meus dias. Deusinho foi tão bom comigo que foi por ser exatamente assim que chamei a atenção da minha coaching e por uma alegria do destino nossos caminhos se cruzaram.

Já faz um tempo venho percebendo que meus textos na maioria das vezes estão sempre ligados à gratidão. E como fico muito feliz por isso! Porque eu absolutamente NÃO CONSIGO escrever sobre o que eu não sinto, e quando me releio em 2011 e 2012, por exemplo, vejo o quanto a solidão me acompanhava, o quanto vivia momentos desafiadores, mas o quanto eu também sabia que se eu tivesse paciência, tudo iria melhorar.

Não existe outro caminho. Se a vida hoje está difícil, amanhã ela ficará mais fácil. E se tudo estiver fácil demais, pode crer que em breve seremos desafiados a buscar poesia nos dias difíceis. É essa a graça da vida!

Mas hoje em especial, enquanto reescrevia meu ‘resumo profissional’ no Linked-In, percebi o quanto fui/sou privilegiada por trabalhar onde eu trabalho.

O título do post de hoje é: ‘Pelo que pulsa sua alma?’

Profissionalmente falando, sempre fui muito processual, sempre amei os números e sempre gostei muito de escrever. Magicamente, hoje sou capaz de trabalhar nessas três funções ao mesmo tempo. As três funções que fazem meu coração vibrar.

E por ter me dado conta desta bênção hoje, decidi listar todos os motivos pelos quais eu amo trabalhar na Inbound Soul.

  • A Cris me enxergou além dos meus cursos, formação acadêmica e experiência.
  • No meu trabalho, desde o dia um, não precisei criar nenhuma máscara e foi exatamente a minha sensibilidade exacerbada um dos motivos pelos quais estava sendo contratada.
  • Além de voltar ao mercado trabalho, fui presenteada com a possibilidade real de trabalhar com meu marido e assim, voltar a ter um momento para mim mesma na rotina semanal onde me divido em tantas.
  • Pouco tempo depois me exercer minha função exclusivamente como redatora, novos caminhos se abriram e pude voltar a pensar de uma forma mais sistêmica olhando o conteúdo de uma forma mais abrangente e estratégica e iniciando a gestão de alguns projetos dentro da agência.
  • Assim como a velocidade do mundo digital, passei a cuidar do sucesso do cliente e a vivenciar o quanto as relações de respeito, gentileza e transparência fazem com que todos trabalhem de uma maneira harmônica, muito mais produtiva e voltada para os mesmos objetivos.
  • Trabalhar com a estratégia inbound me possibilita aprendizados diários e neste ponto parafraseio Rubem Alves: “Eu quero desaprender para aprender de novo. Raspar as tintas com que me pintaram. Desencaixotar emoções, recuperar sentidos”
  • E a delícia que é trabalhar com o fone de ouvido e entrar no ‘meu mundo’? E a liberdade de poder fazer home-office quando preciso produzir mais? A fácil comunicação com todos?

Voltar a trabalhar me devolveu a PAZ e eu posso dizer que finalmente me sinto plena neste momento com tantas possibilidades de aprendizado como mulher, mãe, esposa, profissional.

E é por isso que eu vibro e torço e trabalho para que tudo seja realizado com muita propriedade, responsabilidade e comprometimento.

Nem todos os dias são flores, tem dias que todas as mulheres estão na TPM juntas, tem dias que os meninos colocam um rock’n roll que nem o volume máximo da música clássica no ouvido ajuda – rs, tem dias que eu erro, mas eu tenho essa mania de tentar olhar sempre o lado bom das coisas. É meu exercício diário, por onde me conecto com as forças benéficas do Universo que trabalham certamente as moléculas que vão fazendo com que tudo se encaixe, por mais que a gente ache que não.

Tudo em seu tempo, cumprindo sua missão para cada um de nós.

E você, lembrou de agradecer hoje?

28576162_10215669517434766_8239987056692983891_n
“Kindness is the new black”

Meu beijo,
L.

Autor:

Uma alma pulsante!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.