Publicado em Vida real

Tchau, 32. Oi, 33. :-)

Atibaia, 14 de setembro de 2018.

Em dois dias, completo meus 33 anos. Eu adoro quando chega setembro e eu entro no blog só pra acompanhar os últimos anos vividos… quantas coisas já vivi, quantas coisas ainda estão por vir…

Há dois anos, decidi que daria início à minha nova rotação ao Sol cercada pelos meus filhos, marido e a natureza. Sempre precisei desta calma, mas depois que virei mãe, é como se tivesse encontrado neste momento uma maneira de voltar ao eixo.

Olho o céu, penso no mar, reparo em cada tonalidade do verde das árvores e das plantas, tento entender por que cada flor tem uma cor, penso na liberdade dos pássaros e das borboletas, na reza do louvadeus – que sempre, sempre, sempre aparece pra mim como sinal de que alguma coisa boa está pra chegar.

Eu gosto de observar. Desde sempre.
Observar a mim. Ao meu redor. Observar minhas atitudes, meus sentimentos, do que fujo quando não consigo desligar o celular, do quanto me sinto plena quando nem lembro que ele existe…

Meu último ano pessoal foi maravilhoso.
Segundo ano que sinto que estou encontrando meu lugar ao mundo, que sendo tantas me encontro em cada uma das minhas versões.

Foi um ano produtivo, cheio de erros e acertos… mas o mais importante: cheio de aprendizados. Apesar de ainda não me sentir totalmente preparada para pensar em planos e sonhos mais ambiciosos, de pouquinho em pouquinho vou criando objetivos de curto prazo pra que eu consiga me auto-motivar. Assim vou conciliando o ‘eu’ com o ‘nós’ – que ainda demanda boa parte do meu tempo.

Entrei nos 32 na praia, com mergulho no mar e celebrando a primeira vez que conseguimos ficar tanto tempo tranquilos com os meninos. Foi em setembro que também nos mudamos pela 6ª vez pra uma casa deliciosa – e praticamos o desapego como ninguém (isso nos fez maravilhosamente bem!). Também foi o mês que entrei no pilates – e me apaixonei.

Em outubro rolou exposição do Castelo Rá Tim Bum em família, reencontrei o pessoal do escoteiro (foi demais!)

Novembro foi marcado pela última revisão da minha defesa para o MBA em Gestão Escolar. Esses últimos detalhes quase me deixaram louca – mas no final, me senti muito feliz e grata por ter conseguido finalizar o curso. Só Deus sabe o quanto foi cansativo e difícil – o sentimento foi maravilhoso! Também foi o mês que conheci a Mali, do HubSpot. Uma fofa e muito competente!

Dezembro rolou exposição emocionante do Renato Russo (!!!), rolou muito sol e piscina e encontro com amigos, rolou a defesa da minha tese e uma nota incrível – superando todas as minhas expectativas e fechando meu 2017 com chave de ouro. Também trocamos de carro e fomos com os meninos para a Pedra Grande pela primeira vez. Celebramos juntos os 30 anos da Isa – que saudades da minha irmã! Foi também o mês que fiz minha segunda tatuagem.

Janeiro chegou e abriu com a vinda dos amados Hari e Duda em casa. conseguimos pela primeira vez tirar férias com meus pais. Fomos para o Guarujá com os meninos por uma semana e nunca vi tanta felicidade naqueles olhinhos infantis. Como é delicioso conseguir estar com eles por inteiro! Também tive um encontro com a Isa e fiquei junto com ela em SP, sem filhos, sem marido. Dormi o sono dos justos e me lembrei de como isso é bom!

Em fevereiro consegui preparar a festinha do Mimi e isso me deixou muito feliz. Minha reconexão como mãe. 2 anos – Rouxinol crescendo…

Em março a Soul celebrei meu 1º ano de Soul – foi uma delícia reviver aquele primeiro ano de parceria. Reencontrei a Simone – amiga querida desde os tempos da escola. Tive uma tarde inteira disponível pra curtir meu amor…

Em abril fomos pra praia com os pais e amigos do Pé. Revisitar Peruíbe foi uma grata surpresa! Foi em abril também que fiz o corte mais curto até agora no meu cabelo.

Em maio, fomos para Vinhedo passear em família – e que delícia de lugar, de viagem!

Em junho reencontramos a Mimas e fizemos mais um ensaio lá em SP – ficou lindo! Também tivemos Copa do Mundo… como foi gostoso torcer! Em casa ou no trabalho, foi um clima maravilhoso!!

Em julho celebramos os 4 anos do Beni – de forma simples e deliciosa para nosso Pixoxó. Também fomos pra Juquehy na primeira viagem com os irmãos. Que delícia!!

Em agosto fomos pra Vinhedo celebrar o aniversário do Lu. O Mimi desfraldou! 🙂

Setembro chegou e cá estou…

Além destes marcos mensais, foram inúmeros céus e reflexões, abraços, reencontros com pessoas especiais , cafés da tarde em família, almoços de domingo na casa da sogra sempre tão emblemáticos… sempre teve alguma coisa que fez tudo valer a pena.

Hoje, enquanto estava tomando banho, meditei e pedi uma iluminação para pensar em uma música que representasse meu ano. Eis que chegou:

Espero entrar e viver os 33 com todo amor, saúde e intensidade que os demais.
Grata à vida, grata à minha história, grata à minha família.
Deusinho, obrigada por tudo! Você é massa!

“…Cá por dentro eu sei meu bem
Qual tesouro em mim mantém
De graça é viver
Cê não está nesse trem
Você tem que ir além, transcender

Ser livre assim
Ai de mim
Ser livre assim
Está preso em mim

Vem pra perto mar sem fim
Encharca os meus pés, me faz sentir
Que o meu sorriso grande
Não vai sumir
Que o meu sorriso grande
Não vai sumir…”

20180914_143249

Podem chegar, 33! Venha leve, desafiador e cheio de motivação!
Com saúde, a gente pode tudo!

Meu beijo,
L.

Autor:

Uma alma pulsante!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.