Tudo novo de novo.

Atibaia, 30 de setembro de 2018.

Ouvindo “Tudo novo de novo” – Paulinho Moska

 

É sempre assim… quando estou no meio de um diálogo com alguém, assim, sem esperar, eu entro no meu mundinho e viajo pra um outro lugar; de repente eu tô no planeta da imaginação de Lillica – rs.

Depois que assisti ao filme “O amor não tira férias” – meu favorito da vida – eu sempre, sempre, sempre imagino as fases de minhas vida como um trailer, obviamente com trilha sonora.

O trailer da minha vida hoje foi parar lá em Boston, conhecendo Brian e Dharmesh pessoalmente na HubSpot num bate-papo com a equipe da Soul sobre nosso próprio caminho de sucesso.

Acho que o prazo de envio do Impact Awards mexeu comigo. Assim como mexeu também a ideia de que a partir de amanhã, iniciaremos o processo para que tudo seja novo de novo.

A Soul está se transformando, crescendo, evoluindo. A agência que começamos não é mais a mesma. Passamos pelas dores e delícias de nos propagar para além interior e temos tido oportunidade de trabalhar com clientes mais maduros, o que nos possibilitou amadurecer também.

Novas exigências, novo posicionamento, nova postura.

Quando penso no infinito número de possibilidades que está ali, bem em minha frente, eu só posso agradecer. Meu pai sempre me ensinou que as oportunidades muitas vezes passam apenas uma vez em nossa vida – cabe a nós aproveitá-las ou não.

Sempre me lembro disso quando sei que para tudo na vida existe o livre arbítrio, e que somos nós os responsáveis por nosso destino. Cabe a nós apenas uma ação: escolher entre ir ou ficar.

Eu fico porque eu amei aprender sobre inbound, eu amei aprender a criar estratégias de conteúdo, eu amei aprender sobre H1, H2, H3 e sobre como apresentar um bom artigo segundo a metodologia. Eu amei descobrir que o maior ativo digital das empresas deve ser seu próprio site e que as mídias sociais funcionam como canais de distribuição. Eu amei aprender a ler relatórios e a fazer interlocução com os clientes. Eu amei aprender que cabe a mim ser clara quanto aos limites do que fazemos e o que não fazemos. Eu amei aprender que quando tentamos fazer algo para agradar o cliente – mas que não é o nosso core – a consequência será nada boa. Eu amei aprender que estratégias de e-mail marketing não vão morrer. E também amei aprender que novos formatos de conteúdo estão ficando mais interessantes e com melhor performance. Eu também amei aprender a desenhar um site map e a pensar na construção de um site. Amei aprender a criar estratégias de CTAs e segmentação por LPs.

E agora, vou amar entrar neste projeto de estudo dedicado para o marketing da agência e também vou amar fazer parte da criação de processos de customer success.

A cada ciclo, novos desafios que fazem com que eu revisite todas as minhas versões como profissional, pegue um pouquinho de cada uma e que me redescubra cada vez que uma nova oportunidade bate à minha porta – e eu digo sim a ela.

ha_possibilidade_em_toda_parte_carinhas

“(…) Vamos celebrar
Nossa própria maneira de ser
Essa luz que acabou de nascer
Quando aquela de trás apagou (…)” 

Que seja lindo!

Meu beijo,
L.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.