Atibaia, 19 de junho de 2020.

A Gabi me marcou numa publicação sobre uma Live do Tiago Nacarato, que ela me apresentou um dia e eu amei desde então.
Fiquei me lembrando do dia delícia vendo ele ao vivo da primeira fila do Teatro NET, nesses momentos de liberdade, aglomeração, voz solta e cantoria.
No grupo de whatsapp das mães do G5 hoje, a discussão girava em torno do retorno às aulas.
A escola diz que está entendendo ainda o que diz a portaria que sugere a volta para 27 de julho. Muitas mães dizem que só devem mandar os filhos de volta para escola no ano que vem. Eu concordo, mas de repente, páro e penso: pra chegar ano que vem são mais 6 meses!

Bateu um negócio aqui dentro do peito meio surreal.
Não tenho gostado tanto de pensar em tempo. Venho vivendo o hoje e é só, mas olhar para este futuro e saber que possivelmente ainda tem o dobro do que já vivi até aqui me causa um desespero tremendo.

Eu amo a minha versão mãe. Mas não a minha versão exclusivamente mãe, que vive a exaustão e que não tem energia pra nada além de incansavelmente separar as brigas dos meninos, que andam mais se estranhando que se amando ultimamente.

Estava tão gostoso ter o tempo de me dedicar à empresa em períodos normais, buscando soluções, sonhando com um marketing institucional estruturado, com ações e benefícios pensados a partir de nosso calendário de datas especiais, pensando em todos os processos da empresa, tendo tempo de estudar, de escrever, me dedicar.

Enfim…
Hoje o dia está lindo lá fora, céu azulzin, sol acolhedor, mas aqui dentro a vontade é de deitar e dormir até a alma descansar totalmente, até esse período ter passado, até ter mais respostas que perguntas.

Mas não dá não, porque tem duas criaturinhas que não param de chamar por ‘mamãe’.
All day long. Das 6h às 21h.
Tô exausta. Mas sim, tô protegida, em família, com eles em paz.
Ainda assim, exausta.

Quem sabe amanhã melhora?

Quando a vida leva a gente
Para um lugar diferente
Daquele que a gente espera
Quanto mais a gente pensa
Quanto mais a gente quer
Mais a vida nos contempla
De um outro jeito qualquer
Melhor assim
Sem querer controlar o que vem
E sem querer regressar
A um lugar comum

Desejo boas notícias.
L.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.