“This is your song…”

Atibaia, 03 de setembro de 2020.

Ouvindo “Your Song” – Elton John

Resolvi trabalhar da minha cama hoje, com um vestido confortável e pés desalços. Sinto falta de olhar verde, mas sentir a brisa que vem da janela já me traz tranquilidade.

Depois de elencar as tarefas do dia divididas entre clientes, vida pessoal e Prosperidade, encontrei a melhor maneira de me posicionar com a minha cadeira “meio cama, meio travesseiro” e “mesa almofada”, procurei o maior fone que eu tinha e escolhi no Spotify a playlist – as mais tocadas no seu 2019.

Tudo ia bem, já tinha cumprido alguns checks quando de repente começou a tocar “Your Song”, na versão de Elton John. A emoção chegou e eu deixei fluir. Pausei meu dia para reviver mentalmente e de olhos fechados todos os momentos incríveis que já vivi tendo esta música como plano de fundo.

Especificamente, me lembrei de três situações muito especiais:

  • A primeira, me levou diretamente pra 2014, ano do nascimento do Beni e meu renascimento também. Neste ano, tivemos a estreia da novela Boogie Oogie e eu amava quando chegava a hora de assistir porque sabia que era a hora do meu Príncipe chegar em casa para estarmos de novo, em família. Fechei meus olhos e revivi tudo! A ansiedade da espera diária pelo reencontro e o abraço apertado, a alegria dos finais de semana quando podíamos simplesmente estar juntos acompanhando o desenvolvimento do nosso Pixoxó, o tanto de aprendizados que a vida vem nos proporcionando desde que viramos pais;
  • A segunda, me leva ao dia do meu casamento – versão 2. Setembro de 2013, um dia maravilhoso com céu de brigadeiro, um dia de amor pulsante, vital, como eu e o Lu estávamos felizes e celebrávamos a vida e a chance de poder vivenciar um momento como aquele. Que sensação! A música foi trilha sonora do nosso vídeo, e ajuda a gente a acessar toda emoção daquele dia, relembrando cores, sorrisos, musicalidade, pés no chão pra dançar melhor, gratidão.
  • Já a terceira, me leva a outro momento ordinário que se torna extraordinário todos os dias: olhar nos olhos do meu amor e sorrir, sem nada dizer, apenas em agradecimento por mais um ciclo que se fecha para dar início ao próximo, e por seguir a jornada da vida ao lado de um cara tão incrível como o Lu. Eu e essa mania de imaginar “o filme da minha vida” como um grande trailer (já falei sobre isso outra vezes, e a inspiração disso é meu filme favorito O Amor Não Tira Férias). Nesses momentos, essa é uma das músicas que com certeza comporia a cena de nosso olhar cruzado e o sorriso tímido que, mesmo sem palavras, quer dizer tanto.

Meu aniversário está chegando. Setembro é um mês que me deixa naturalmente emocionada por tantas razões… e hoje, ouvindo essa música, e tendo tantas memórias incríveis, só penso em agradecer por tudo. Por todas as bênçãos, por todos os desafios, por todas as pessoas, experiências, repertórios, fios condutores, amigos. Agradecer pela minha família, pela minha história, por não perder a pulsação pela vida, pelo meu olhar sensível e por acolher essa vontade de chorar de emoção pela dádiva que é viver.

Pra onde você vai quando fecha os olhos?

Ah, Deusinho! Seu fofo!
Obrigada.

Meu beijo,
L.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.