Como administrar um negócio com seu cônjuge e permanecer bem casado?

Atibaia, 12 de abril de 2022

Ouvindo “Follow the Sun” – Xavier Rudd


As pessoas me perguntam: “É tranquilo trabalhar e ser sócia do marido?”
Absolutamente tudo na vida exige de nós disciplina, estudo, experimentos. E não foi diferente quando eu e Lu decidimos nos tornar sócios.

O sucesso profissional funciona com os mesmos princípios que o sucesso pessoal. Para prosperar, precisamos estabelecer alguns limites e diretrizes para que isso funcionasse, porque – no nosso caso -, além da nossa empresa, existe o casamento, nossos papeis enquanto pais de dois meninos super ativos, existe nós dois enquanto casal e o mais importante: existe nós mesmos enquanto indivíduos.

Falando sobre os negócios, não há como romantizar o empreendedorismo. Entre os tantos benefícios como liberdade e mais flexibilidade, existe também uma sobrecarga recheada de altos e baixos que acredito estar presente na vida de todos os empreendores.

Por outro lado, assim como os desafios realmente aumentam a tensão por estarmos ambos profundamente envolvidos em problemas da empresa, as alegrias compartilhadas também são igualmente emocionantes.

Para lidar com isso, concordamos em listar e priorizar tudo que é importante para cada um de nós enquanto indivíduos, sócios, parceiros e pais. Muuuuuito diálogo, muuuuuuito respeito, muuuuuuita transparência, muuuuuuitos silêncios se fazem necessário para dia após dia nos aprofundarmos nesta relação.

Já adianto, é preciso um compromisso total e uma parceria sem precedentes. Os riscos de se perder pelo caminho são imensos, especialmente se enfrentamos problemas de comunicação e confiança. Por isso, é preciso estar preparado para um mergulho intenso e acima de tudo, muito colaborativo.

Alguns combinado para administrar um negócio com seu cônjuge


Ter diretrizes bem definidas é um dos pontos super, super importantes para evitar tensões à medida que vivemos uma rotina como empreendedores:

  1. Estabeleça limites claros 

    Para evitar um jogo de ego, um bom começo é definir e estabelecer a descrição de cargo de cada um. Ninguém quer ser microgerenciado, então, se a discussão exige que a palavra final seja de um dos dois, estabeleçam as áreas de responsabilidade de cada um. E confiem um no outro para essa tomada de decisão.

  2. Esteja comprometido com a empresa 

    Aqui funciona como o feedback que temos com os líderes e colaboradores da agência. Abrir um diálogo 360º para entender se seguimos 100% comprometidos em administrar a empresa e quais pontos de melhoria conseguimos implementar enquanto sócios. Uma conversa sincera e de acompanhamento. Aqui, elas acontecem a cada 2 meses.

  3. Respeito e confiança são indispensáveis 

    Nem sempre concordamos; aliás, pouquíssimas vezes temos a mesma opinião sobre determinado assunto. É preciso respirar e ter muito discernimento pra não misturarmos os papeis aqui. Gente, tá longe de ser fácil, mas é no processo que percebemos o quanto estamos evoluindo com anossa inteligência emocional, maturidade e sobretudo, vontade de olhar o que está errado para fazer dar certo. Por isso, respeitar e confiar é tão importante.

  4. Estabeleça uma rotina de reuniões de trabalho 

    Tenha pré programadas uma rotina de reuniões de trabalho com pautas bem definidas. Assim, vocês estarão focados em discutir assuntos importantes e decisivos para o bom andamento da sociedade. Documente e tenha como foco principal resolver o que definiram como prioritário a cada semana. Assim, vocês terão total consciência do poder de fazer um pouco por dia.

  5. Se necessário, conte com apoio terapêutico

    Contar com um apoio terapêutico teve/têm papel fundamental nessa construção. O estudo de quem somos é atemporal e constante. Ferramentas como Eneagrama e O Corpo Explica fizeram muito sentido em nosso processo.

  6. Estabeleça um local específico para o trabalho

    Apesar de trabalharmos remotamente, e termos feito home-office por um bom tempo – mesmo antes da pandemia – trabalhar em nossa casa acabava fazendo com que os limites estabelecidos fossem cumpridos. As energias se misturavam, assim como os assuntos. Então, decidimos alugar uma pequena sala para que fosse nosso QG oficial. Mas aqui, vale tudo – ir para um coworking, trabalhar de um café se fizer sentido ou migrar entre essas possibilidades. A mudança de espaço geográfico fez muita diferença para nós e ajudou a estabelecer melhores blocos de tempos para cada coisa que mapeamos ser importante (assim como falamos um pouco mais acima).


Compromisso do casal


Administrar uma empresa com o cônjuge é bastante desafiador. Por isso, é preciso um compromisso extra para que o casamento não seja perdido em meio a tantas demandas e desafios. O mesmo comprometimento com o negócio deve estar presente na relação a dois, que precisa também ter seu espaço e ser nutrida constantemente.

Preocupações com os negócios podem facilmente se infiltrar em nossa vida pessoal, então, aqui estão algumas práticas que podem ajudar a dividir os papeis.

  • Programe momentos divertidos juntos. 

    Às vezes, a rotina intensa do trabalho faz a gente esquecer da diversão, de rir um com o outro. Ter uma agenda para fazer algo diferente é super importante! Seja para fazer esportes juntos, ir a um parque, assistir a shows, almoçar ou jantar juntos, não importa, cada um tem sa própria dinâmica. Encontre o que faz vocês felizes! Invista nisso 🙂

  • Encante seu parceiro. 

    Faça algo inesperado para o seu parceiro. A surpresa e consideração serão muito apreciadas. Por aqui, um convite para um café inesperado quando tem uma brecha na agenda, um bilhetinho escondido enaltecendo um ao outro, uma lembrança sem data importante, enfim, há inúmeras maneiras de encantamento.

  • O que te nutre enquanto indivíduo?

    Alguns casais precisam de pausas um do outro. Casais que trabalham juntos por longas horas podem precisar de tempo separados. Vá fazer algo que você ama. Além disso, incentive seu cônjuge a fazer algo divertido. Aqui, a premissa é super válida: antes de tudo, vocês são indivíduos e um tempo a sós é super saudável.

O ato de equilíbrio que afeta o resultado final


Crie uma parceria de negócios onde ambos prosperem. Observe e nutra cada parte que sinta que exige mais atenção. Isso certamente enriquecerá cada dia mais seus papeis em cada relacionamento, seja como sócios, seja em casa.

Um café repentino entre uma reunião e outra

Eu e Lu encontramos sim desafios, mas como tudo que nos comprometemos fazer, estamos abertos a buscar incessantemente soluções para fazer isso dar certo. Diálogo, disposição, amor e transparência (e abraços terapêuticos ♡).

Alguma dica adicional pra quem também encara este desafio de ser esposa e sócia?
Será um prazer ler mais e compartilhar vivências 🙂

Meu beijo,
L.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: